Este portal não manipula bolinho de perfis, mas usa a autenticação de cookie para técnico, de navegação e outras funções. Navegação, você aceita receber cookies no seu dispositivo. Ver as informações de todo
Italian Inglês French Portuguese espanhol

1 - A UNESCO E A TUTELA INTERNACIONAL DO PATRIMÔNIO CULTURAL

  • Autor: PROF. PIER LUIGI PETRILLO

A UNESCO e a tutela internacional do Patrimônio cultural. O que é a UNESCO? Quais são as convenções, as atividades, os programas, as iniciativas que estabelece esta agência das Nações Unidas? A palavra UNESCO é composta por “UN” que está para “United Nations”, “Nações Unidas”, pela “O” final que quer dizer “Organização”, enquanto aquilo que é o core business desta organização das Nações Unidas nos dizem as letras “ESC”: “E” como “education”, “S” como “science” e “C” como “culture”, ou seja, educação, ciência e cultura. Esta organização das Nações Unidas nasce depois da Segunda Guerra Mundial, em 1945, e reúne 193 países e 7 Estados associados, ou seja, Países soberanos, mas que não têm o status de País membro. O objetivo principal desta agência das Nações Unidas é tutelar e difundir a cultura e as diversidades culturais do mundo; afirmar os princípios ligados à biologia, às ciências da vida, às ciências da terra e educar, sobretudo as novas gerações, a respeito da paz, dos direitos, das tradições, das diversas culturas. As linhas de ação da UNESCO, então, são cinco: educação, cultura, ciências naturais, ciências humanas e sociais (sobretudo ações para a promoção dos valores ligadas à democracia), comunicação e informação.
Neste curso, dedicado à Dieta Mediterrânea, aquilo que conta é o setor da cultura. No âmbito da cultura a agência das Nações Unidas se ocupa, em modo particular, mas não só, do Patrimônio Material e do Patrimônio Imaterial, ou seja, do Patrimônio cultural tangível, que se toca (como o Coliseu) e do patrimônio cultural imaterial, que são as tradições, as artes, as profissões, tudo aquilo que não se pode tocar, mas que pertence à identidade de uma comunidade e de um território. No âmbito do Patrimônio Material a Convenção UNESCO de 1972 sobre a Proteção do Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade é provavelmente a convenção mais famosa de todas, é aquela dos sítios UNESCO, do Coliseu até a Duomo de Milão e as Cascatas do Niágara: é a convenção que tutela o Patrimônio cultural na sua dimensão material. A segunda convenção, que é muito mais recente porque é de 2003, salvaguarda o Patrimônio cultural Imaterial da Humanidade.
A primeira convenção de 1972 atualmente conta com 51 sítios inscritos por parte da Itália e é uma convenção “global” que reúne mais de 180 Estados e que funciona através de reuniões anuais do órgão executivo: todos os anos o órgão de governo desta convenção decide qual sítio, qual Patrimônio cultural Material, precisa ser tutelado em âmbito UNESCO e tem direito de obter o reconhecimento da UNESCO. Os sítios excelentes por definição, os sítios do “superlativo da beleza”, os sítios Patrimônio da Humanidade, são identificados de um lugar específico. A Itália conta com 51 sítios que obtiveram esse reconhecimento: é o primeiro país do mundo com maior número de sítios reconhecidos pela UNESCO. O reconhecimento pode ser dado seja ao Patrimônio Material de tipo cultural em sentido estreito seja ao patrimônio cultural naturalístico. Com a primeira categoria, patrimônio cultural em sentido estreito, entende-se monumentos, grupos de edifícios, sítios de valor histórico, estético, arqueológico, científico, etnológico, antropológico, mas também paisagens naturais, paisagens agrícolas e paisagens vitivinícolas. O penúltimo sítio que a Itália inscreveu é justamente uma paisagem vitivinícola, aquele das Langhe Roero e Monferrato: pela primeira vez em 2013 a UNESCO reconheceu uma paisagem vitivinícola italiana como Patrimônio da Humanidade. Por "patrimônio naturalístico” entende-se aqueles sítios caracterizados por uma unicidade física, biológica, geológica, de um habitat de espécie animal e vegetal de particular valor excepcional, único no mundo. A Itália tem inscrito nessa categoria, por exemplo, as Dolomiti e as Ilhas Eolie. A segunda convenção, aquela dedicada ao Patrimônio Imaterial, mais recente porque nasceu em 2003, ratificada pela Itália em 2007, diz respeito a todas as praxes, tradições, conhecimentos, aquele know how que não pode ser tocado.


Meddiet - O portal da dieta mediterrânea é um projeto da Università degli Studi di Roma Unitelma Sapienza. Projeto realizado com a contribuição do Ministero delle politiche agricole alimentari e forestali - Decreto Ministerial n. 93824 de 30 dezembro de 2014.

Viale Regina Elena, 295 - 00161 Roma
Tel. 06-81100288 Fax 06-6792048
PI 08134851008
Privacy Policy