Este portal não manipula bolinho de perfis, mas usa a autenticação de cookie para técnico, de navegação e outras funções. Navegação, você aceita receber cookies no seu dispositivo. Ver as informações de todo
Italian Inglês French Portuguese espanhol

Medidas de salvaguarda

Por "medidas de salvaguarda" entendem-se todas aquelas ações iniciadas pela comunidade e pelo Estado destinadas a garantir a vitalidade do patrimônio cultural imaterial como, por exemplo, a catalogação e a documentação, a pesquisa, a preservação e a proteção, a promoção e a valorização e a transmissão através da educação formal e informal.

Comunidades e associações locais, seja a nível nacional seja na comunidade emblemática, estão ativamente envolvidas na promoção das medidas de salvaguarda do elemento. Neste quadro, a cooperação com o nível institucional a nível local e nacional é profundo e regular, graças também ao papel da comunidade, principal sujeito ativo e nível “mais próximo” para a promoção e para a salvaguarda da Dieta Mediterrânea Patrimônio Cultural Imaterial UNESCO.

São tantas as iniciativas ativadas para continuar a aprofundar a pesquisa científica e acadêmica. Por exemplo, na comunidade emblemática foi feita uma mesa redonda "Princípios da dieta mediterrânea de aprendizagem para uma vida melhor e mais saudável", com a participação de Geremia Stamler, Professor Emérito da Northwestern University Feinberg School of Medicine (Vallo Dalla Lucania, Salerno, 5 de março de 2011). Ou também, na Università degli Studi Suor Orsola Benincasa de Nápoles, nasceu, em abril de 2012, o centro de pesquisa MedEatResearch, Centro de Pesquisas Sociais sobre a Dieta Mediterrânea, no âmbito do projeto denominado CA.RI.NA. (Segurança, sustentabilidade e competitividade das produções agrícolas da Campania) financiado pela POR Campania FSE 2007/2013, Asse IV e Asse V, com o objetivo de valorizar, promover e difundir o patrimônio alimentar do Mezzogiorno d'Italia e incentivar as trocas culturais sobre enogastronomia dos diversos Países da zona mediterrânea.

As iniciativas finalizadas a compartilhar com a mais vasta comunidade os princípios da Dieta Mediterrânea UNESCO, através de iniciativas de relevância cultural e social, até hoje foram tantas. Entre elas:
- Celebração internacional do reconhecimento UNESCO da Dieta Mediterrânea, promovido pelo Ministério das Políticas Agrícolas, Alimentares e Florestais, com a presença do então Ministro Giancarlo Galan, assim como das delegações dos países participantes (Grécia, Marrocos, Espanha, Itália). Este evento contou com a inauguração do "Centro Internazionale degli Studi sula Dieta Mediterranea Angelo Vassallo" (Pollica, 24-26 de fevereiro, 2011);
- "Fórum Dieta Mediterrânea", que acolhe todos os anos especialistas internacionais e membros dos países do Mediterrâneo para refletir sobre o elemento Unesco em conferências temáticas, evento que, em 2015, chegou a sua quinta edição.

Também particularmente importantes são as iniciativas de caráter regulamentar:
- A nível local, podemos citar a aprovação da Região da Campania, da lei nº 6 de 30 de março de 2012 no que diz respeito às "Medidas para salvaguarda e valorização da Dieta Mediterrânea", e a Região da Calabria que propôs um projeto de lei (n. 290/9), que diz respeito às "Disposições para a redescoberta da dieta mediterrânea", aprovado em julho de 2012.
- A nível nacional (Itália), deve ser mencionado o primeiro projeto de lei voltado a valorizar a Dieta mediterrânea Patrimônio UNESCO apresentado em 2012 pelo senador Alfonso Andria, a fim de promover a pesquisa, o intercâmbio cultural e científico e a educação nutricional nas escolas, onde o debate é retomado também na presente legislatura.

A prefeitura de Pollica também tem trabalhado, nos últimos anos, na criação de uma rede operativa para dar uma coordenação unitária das várias atividades internacionais para a salvaguarda e valorização do elemento. Neste contexto, no dia 24 de abril de 2015, as comunidades emblemáticas assinaram o acto fundador de um GECT, Grupo Econômico de Cooperação Territorial, para a gestão operacional de projectos para a valorização da Dieta mediterrânea Patrimônio UNESCO.

Meddiet - O portal da dieta mediterrânea é um projeto da Università degli Studi di Roma Unitelma Sapienza. Projeto realizado com a contribuição do Ministero delle politiche agricole alimentari e forestali - Decreto Ministerial n. 93824 de 30 dezembro de 2014.

Viale Regina Elena, 295 - 00161 Roma
Tel. 06-81100288 Fax 06-6792048
PI 08134851008