Este portal não manipula bolinho de perfis, mas usa a autenticação de cookie para técnico, de navegação e outras funções. Navegação, você aceita receber cookies no seu dispositivo. Ver as informações de todo
Italian Inglês French Portuguese espanhol

Meio Ambiente

  • Segunda-feira, abril 27 2015

Desde a sua origem, a dieta mediterrânea virou expressão de uma relação inseparável entre as comunidades dos países da costa do "Mare Nostrum" e do território em que vivem. Parte fundamental, mas não exclusiva da Dieta, a arte culinária mediterrânea expressa tenacidade, meticulosidade, paixão, sabedoria milenar, respeito aos ciclos sazonais e o uso sustentável dos recursos naturais. A Dieta Mediterrânea respeita profundamente a biodiversidade e os ecossistemas e busca o equilíbrio entre a natureza e o homem, graças ao desenvolvimento de atividades tradicionais no mundo do artesanato, da pesca e da agricultura que desde sempre garantiram a renovação dos recursos no âmbito do desenvolvimento sustentável.

Se desde a época dos antigos gregos e romanos, nas terras do Mediterrâneo, foram cultivados cereais, azeitonas, uvas, frutas e hortaliças, plasmando o território, conservando-o e salvaguardando-o na sua diversidade biológica, ainda hoje, na mesa dos povos mediterrânicos, chegam produtos da estação com baixo impacto ambiental, seja em termos de uso de recursos hídricos, seja de emissão de CO2, um impacto muito inferior em respeito àqueles que caracterizam outras alimentações. Ao contrário das dietas do norte da Europa ou da América, por exemplo, baseadas principalmente em carne e gordura animal, a Dieta Mediterrânea é composta principalmente por alimentos de origem vegetal e cereal, que encontram sua máxima expressão nos cultivos tradicionais e no alto índice de variedades típicas locais.

A Dieta Mediterrânea Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade é, em poucas palavras, um modelo de dieta sustentável que, ao mesmo tempo, representa uma grande oportunidade para todos os povos que a adotam. Graças à Dieta Mediterrânea as comunidades têm a possibilidade de gerar riqueza no mundo rural, conferindo-lhe vitalidade, agregando valor aos produtos, reforçando o elo com o território e alargando o conhecimento sobre como obtê-los, cozinhá-los e compartilhá-los. Ao mesmo tempo, a valorização da Dieta Mediterrânea reforça o desenvolvimento sustentável e a conservação da paisagem, evitando o despovoamento da zona rural em favor do tecido social e da população agrícola. Enfim, consente de oferecer aos consumidores do mundo todo produtos de qualidade, e a divulgação das suas virtudes e de seus benefícios favorece o conhecimento e a consciência dos cidadãos.

Meddiet - O portal da dieta mediterrânea é um projeto da Università degli Studi di Roma Unitelma Sapienza. Projeto realizado com a contribuição do Ministero delle politiche agricole alimentari e forestali - Decreto Ministerial n. 93824 de 30 dezembro de 2014.

Viale Regina Elena, 295 - 00161 Roma
Tel. 06-81100288 Fax 06-6792048
PI 08134851008